“… pode ser que o ensino seja feito para estabelecer uma barreira ao saber”

A formação do proof read my paper psicanalista – permanente por excelência – vigora através da transmissão de um saber inconsciente. Ela acontece quando é possível apreender, com cada um dos pares, um saber que ele próprio nos passou sem saber que sabia, produzindo em cada analista o desejo de saber e de construir, com seus significantes, sua teoria sobre o inconsciente – o que lhe dá autoria.

Lacan nos ensinou, através do Banquete de Platão, que a transmissão de um saber só acontece se levarmos em conta a transferência, que pressupõe amor e tem o sujeito suposto saber como seu suporte. Foi por isto que Alcebíades, ao supor que Sócrates sabe, e Sócrates, por saber que nada sabe, conduziu Alcebíades a encontrar um saber que ele sequer sabia que sabia.

Então, qual é o lugar do Ensino em uma Escola de Psicanálise, se ela pode, como nos lembra Lacan, “servir de barreira ao saber?” Podemos dizer que um analista pode prescindir de uma Escola e de um Ensino, uma vez que tudo se transmite pelo saber inconsciente?

O Ensino serve para lembrar, a cada analista em formação, que existem conceitos fundamentais na teoria de Sigmund Freud e de Jacques Lacan que funcionam como significantes mestres. Portanto, não devem ser negligenciados, violados na transmissão da Psicanálise. Assim, ensino e saber funcionam numa nodulação onde um não existe sem o outro. O ensino é o vetor onde o saber singular de cada analista deve florescer e disseminar-se em transmissão.

Uma Secretaria de Ensino ghostwriter hausarbeit jura oferece as coordenadas simbólicas para o estudo e para pesquisa a serem realizadas em uma Escola, recolhendo, a cada ano de trabalho, o que ficou como resto a ser relançado ao ensino e à transmissão da Psicanálise.

“para chegar ao ensino, o saber deve, por algum aspecto, ser um saber de mestre, ter algum significante mestre que constitua sua verdade”.

“O que me salva do ensino é o ato, e o que atesta o ato é que nunca tive dia seguinte para o meu abrigo… permanecendo surdo a minha contribuição.”

Secretaria de Ensino.